Plataforma página alojada no Programa Prof2000

Acção AF-06 - 2006


As Novas Tecnologias ao Serviço do Ensino da Língua Inglesa – do 1º ciclo ao Secundário

 

 

RAZÕES JUSTIFICATIVAS DA OFICINA: PROBLEMA/NECESSIDADE DE FORMAÇÃO IDENTIFICADO

     As Tecnologias de Informação e Comunicação são, actualmente, ferramentas incontornáveis nas mais variadas áreas da nossa vida e a educação não constitui excepção. As suas potencialidades como instrumento fundamental para um processo de ensino/aprendizagem renovado e dinâmico não podem ser ignoradas, sendo que o recurso às TIC dá origem a aprendizagens adequadas à sociedade em que os nossos alunos estão integrados. Ao mesmo tempo, o ensino do inglês é uma ferramenta essencial para os dias de hoje, pelo que, no presente ano lectivo, a disciplina de inglês já é leccionada a partir do 3º ano de escolaridade.

     Pelas razões acima indicadas, pretende-se ajudar os professores de Língua Inglesa no sentido destes estarem familiarizados e actualizados com as TIC e de terem à sua disposição um conjunto de recursos que visam enriquecer e tornar actual a sua prática lectiva.

     Pretende-se ainda, tornar motivadora a aprendizagem da Língua Inglesa logo desde o 1º ciclo explorando novas metodologias, promovendo a troca de experiências entre docentes e construindo materiais mais apelativos para os alunos.

 

 

 

EFEITOS A PRODUZIR: MUDANÇA DE PRÁTICAS, PROCEDIMENTOS OU MATERIAIS DIDÁCTICOS

     - Promover a Língua Inglesa de forma actual e dinâmica;

     - Fomentar a aplicação de novas metodologias na sala de aula;

     - Diversificar as práticas pedagógicas recorrendo às Tecnologias de Informação e Comunicação;

     - Usar a Internet na sala de aula enquanto ferramenta e fonte de informação actualizada;

     - Utilizar os recursos disponibilizados na Internet como suporte para aprendizagens diversas;

     - Conhecer endereços de interesse para o ensino da Língua Inglesa;

     - Produzir materiais para utilizar no contexto da sala de aula.

 

 

 

CONTEÚDOS DA OFICINA DE FORMAÇÃO

     1. A Internet na aula de Inglês:

          1.1 Exploração de sites para utilização em contexto de sala de aula (dicionários, enciclopédias, gramáticas,

          tradutores, webquests, jogos,…) e análise das suas características e potencialidades.

          1.2 Fonte de informação para construção de materiais.

     2. Construção de um banco de recursos multimédia de acordo com os conteúdos programáticos de cada nível de escolaridade.

     3. Planificação de uma aula com recurso à Internet.

     4. Execução da planificação com os alunos em situação de aula.

     5. Reflexão sobre a actividade planificada e os resultados obtidos.

 

 

 

METODOLOGIAS DE REALIZAÇÃO DA OFICINA DE FORMAÇÃO

A Oficina de Formação As Novas Tecnologias ao Serviço do Ensino da Língua Inglesa deverá decorrer à distância com recurso à plataforma de formação do Programa Prof2000.

 

Sessões presenciais – síncronas – 25 horas:

- discussão sobre os objectivos a atingir com a oficina;

- planificação do trabalho a desenvolver;

- exploração de sites;

- apresentação de exemplos de materiais;

- construção de materiais educativos;

- reflexão sobre os materiais produzidos pelos formandos;

 

Sessões Trabalho Autónomo - 25 Horas:

- planificação de uma aula;

- construção de materiais educativos;

- aplicação dos materiais educativos em contexto de sala de aula;

- elaboração de um relatório a partir da reflexão feita sobre a construção e aplicação dos materiais educativos.

 

 

O Formador dinamizará os trabalhos das sessões presenciais fornecendo materiais de apoio, solicitando a análise crítica desses materiais e acompanhando o trabalho desenvolvido. As sessões de trabalho autónomo serão acompanhadas de forma assíncrona e sempre que o formador for solicitado. Os formandos podem recorrer ao correio electrónico e ao fórum da plataforma de formação para ultrapassar qualquer dificuldade ou obter esclarecimentos.

     Os materiais construídos e o relatório final serão publicados na área de trabalho dos formandos.

 

 

 

REGIME DE AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

- Assiduidade;

- Participação activa dos formandos nas sessões presenciais – síncronas;

- Realização das tarefas propostas em cada sessão;

- Qualidade e pertinência dos materiais produzidos no trabalho autónomo;

- Efectivação da aplicação dos materiais produzidos em situação de sala de aula;

- Produção de um relatório final sobre a aplicação dos materiais produzidos na sala de aula.

 

 

margaridagameiro@gmail.com