Home

 

Budismo

      O budismo é constituído pelos ensinamentos do príncipe Sidarta Gautama, o Buda. As quatro nobres verdades constituem o núcleo da doutrina: Duka, a existência é dor; Samudaya, a origem da dor é o desejo; Nirodha, o fim da dor é a completa supressão do desejo; Marga, o caminho para a superação da dor é formado pela compreensão, pensamentos, palavra, acção, modo de vida, atenção e concentração correctos.

Buda - Segundo as tradições, o príncipe Sidarta Gautama nasce em 560 a.C. em um clã de nobres guerreiros do reino dos Sakyas. Insatisfeito com a futilidade de seu meio, foge do palácio e, disfarçado de mercador, perambula pela cidade próxima Kapilavastu. Ali, conhece a enfermidade, a velhice, o sofrimento humano e a morte. Chocado, sai em peregrinação na busca de uma resposta para o sofrimento. Nas florestas de Bodhi-Gaya, se faz discípulo primeiro dos brahmanes. Sem encontrar as respostas que procura, permanece sozinho seis anos. Ao final de um período de sete semanas de meditação, imóvel sob uma figueira, imperturbável diante das tentações de Mara, o génio do mal, alcança a iluminação. Assume o nome de Buda (desperto, iluminado), começa a pregar sua mensagem aos 35 anos e vive até os 80.

Expansão do budismo - O budismo tem hoje cerca de 300 milhões de adeptos em todo o mundo. A partir do Ceilão (actual Sri Lanka), difunde-se a sudeste, na Birmânia (Mianmá), Laos, Tailândia e Camboja, ao norte no Tibete, e a leste na Coreia, na China. No Japão, mistura-se com a antiga escola de meditação chinesa chan (zen, em japonês), dando origem ao zen-budismo.

Festa budista - A festa mais importante é o nascimento de Buda, celebrado em maio, na noite de lua cheia.

BUDISMO TIBETANO


      O budismo ramifica-se em várias escolas. A mais conhecida no Ocidente é o budismo tibetano, que surge no século VII d.C. da fusão das tradições budistas e hinduístas com o antigo xamanismo asiático. Seu chefe espiritual, o dalai-lama, é considerado uma manifestação do princípio único sob a forma de um bodhisattva, ser destinado à iluminação.

Dalai-lama Tenzin Gyatso (1935) nasce em uma família de agricultores na aldeia de Takster, leste do Tibete, com o nome de Lhamo Thondup. Aos 2 anos de idade é reconhecido pelos monges tibetanos como o 14o dalai-lama reencarnado (o primeiro nasce em 1351 d.C.). Os dalai-lamas, por sua vez, são manifestações do príncipe Chenrezig, o Avalokitesvara, portador da compaixão (do lótus branco), e o actual dalai-lama seria a 74a reencarnação de Chenrezig. Aos 4 anos é separado da família, muda-se para Lhasa e é empossado como líder espiritual do Tibete. Abandona seu nome de nascimento e passa a chamar-se Jamphel Ngawang Lobsang Yeshe Tenzin Gyatso. Após uma rigorosa preparação que inclui o estudo do budismo, da história e de filosofia, assume o poder político em 1950, quando o Tibete é ocupado pela China. Em 1959, após fracassar um levante nacionalista contra Pequim, exila-se na Índia, seguido por m ais de cem mil refugia dos. Em 1989 recebe o Prémio Nobel da Paz.

ZEN BUDISMO


      Inaugurado na China pelo monge Bodhidarma no século VI, o zen não é uma religião independente, mas antes um "estilo" de espiritualidade que se desenvolveu nos quadros do budismo Mahayana. O zen procura desenvolver em seus discípulos a percepção intuitiva da realidade, ensinando-os a escapar das armadilhas da mente. Um dos procedimentos usados para isso é a meditação sobre os koans.

Koans - São interrogações enigmáticas e aparentemente contraditórias, que escapam à análise lógica. Os significados profundos dos koans se revela em relances intuitivos. Eles são objeto de meditação silenciosa.



Dimensão Espiritual