Jesus Cristo

De facto, pelos relatos que nos chegaram das aparições de Jesus Ressuscitado, não há dúvidas de que houve um Acontecimento extraordinário que marcou decisiva e profundamente a vida  daqueles que foram testemunhas, ao ponto de em todos se dar uma mudança radical nas suas vidas, como aconteceu, por exemplo, com S. Paulo.

Os cristãos não duvidam de que o que essas  testemunhas  nos transmitiram é verdade: Jesus de Nazaré, morto e sepultado,  ressuscitou,  está  vivo,  VIVO  PARA  SEMPRE.      

Acreditar na ressurreição de Jesus leva consigo também  a crença na ressurreição dos mortos, pelas palavras mesmas de Jesus:

" Eu sou a Ressurreição e a Vida; quem acredita em Mim, ainda que morra, há-de viver."  

Sabemos, contudo, que nós mesmos, como pessoas únicas que somos, seremos ressuscitados como Jesus ressuscitou, com um corpo semelhante ao dele, ou seja, transfigurado, não material, que nunca mais morrerá, que não é deste mundo... O nosso corpo, que é feito de matéria orgânica, como estudaste nas Ciências da Natureza, desgasta-se, adoece, envelhece e um dia morrerá, mas nós, como pessoas que somos, viveremos para sempre uma vida feliz em Deus. É esta a fé dos cristãos.

VIVER NA  ALEGRIA E NA ESPERANÇA

Por estas razões, o autêntico cristão não tem medo da morte. Sofre a separação, porque é uma pessoa humana com sentimentos, mas encara a morte com alegre  esperança, porque a vida para ele tem um novo sentido: Jesus ressuscitou.

Certamente já presenciaste algum funeral, até talvez de algum familiar. Entre nós, na nossa cultura é um acontecimento triste e desagradável, pesado... Todavia, se o funeral é de um cristão, faz-se a celebração da Vida, onde se proclama  a ressurreição de Jesus, a Vida nova que nunca mais acaba onde aquela pessoa que acreditou em Jesus entrou após a sua morte.  

Por estranho que pareça, o funeral cristão é a festa da Vida.

A Mensagem central de Jesus é o Amor...

"Amai-vos uns aos outros como eu vos amei!"