Atletismo

O atletismo é uma das actividades desportivas que remonta à Antiga Grécia. Nos Jogos Olímpicos de 2500 a. C. já existem registos de provas de Atletismo. Nos Jogos Olímpicos da Era Moderna, o atletismo começou por ser a modalidade de maior importância, onde o ideal olímpico era mais visível: "Citius, Altius, Fortius" - mais rápido, mais alto, mais forte.

O atletismo é uma modalidade desportiva constituída por um elevado número de especialidades, distribuídas pelas corridas, saltos e lançamentos.


Tomando como referência o Programa dos Jogos Olímpicos, pode verificar-se no quadro seguinte a diversidade de provas que constituem o atletismo.

Programa dos Jogos
Olímpicos
Masculino
Feminino

Corridas
· Planas: 100, 200, 400, 800, 1500, 5000, 10000 mt.

· Barreiras: 110 e 400 mt.

· Estafetas: 4x100 e 4x400.

· Obstáculos: 3000 mt.

· Estrada: Maratona.
· Planas: 100, 200, 400, 800, 1500, 5000, 10000 mt.

· Barreiras: 100 e 400 mt.

· Estafetas: 4x100 e 4x400

· Estrada: Maratona

Marcha
20 e 50 Km
10 Km

Saltos
Comprimento, altura, triplo e vara.
Comprimento, altura e triplo.

Lançamentos
Peso, martelo, disco e dardo
Peso, disco e dardo

Provas combinadas
Decatlo: 100m, comprimento, peso, altura, 400m, 110m barreiras, disco, vara, dardo, 1500m.
Heptatlo: 100m barreiras, peso, altura, 200m. comprimento, dardo, 800 m.

As provas referidas acima, com excepção da maratona e dos 20 e 50 Km de marcha, em que a maior parte do percurso é feito em estrada, são disputadas no Estádio de Atletismo.

Esta é composto por uma pista (mínimo 400m) com seis a oito corredores para as corridas, várias zonas para os lançamentos e outras para os saltos.

Corrida de Velocidade

É uma corrida de curta distância realizada à velocidade máxima. O objectivo do corredor é reagir rapidamente ao sinal de partida e percorrer, no menor tempo possível, a distância até à meta. Tal como qualquer outra corrida, a corrida de velocidade é composta por três partes distintas: a partida, a corrida propriamente dita e a chegada à meta.

Regulamento

1 – Nas provas oficiais é obrigatória a partida agachada com blocos.

2 – É falsa partida sempre que um concorrente sai do seu lugar antes de ser dado o sinal de partida. Quando ocorre uma falsa partida, o juiz deve interromper a prova e a partida deve ser repetida.

3 – O concorrente que fizer duas falsas partidas é eliminado e, por isso, não realiza a prova.

4 – As corridas de velocidade disputam-se em corredores individuais, os quais são delimitados por linhas.

5 – O concorrente que sair do corredor que lhe foi destinado, e deste facto tirar vantagem ou prejudicar outros concorrentes, é desclassificado.

Corrida de Meio-Fundo e Fundo

Consideram-se corridas de meio-fundo as compreendidas entre os 800 e os 3000 metros. As corridas de fundo são as maior distância, como os 5000, 10000 e a maratona (42,195m).

Nas corridas de meio-fundo e fundo, as partidas são efectuadas de pé e existem apenas duas ordens. “aos seus lugares” e o respectivo sinal de partida.

Corrida de Estafetas

A corrida de estafetas é uma corrida por equipas, constituída por quatro elementos. Cada um deles percorre uma determinada distância, transportando na mão um tubo liso e oco, de madeira ou metal (testemunho), para entregar ao companheiro seguinte. O objectivo dos corredores é transportar o testemunho até à meta, o mais depressa possível.

O aspecto técnico e táctico mais importante da corrida de estafetas é a entrega e recepção do testemunho, o que exige grande coordenação entre os corredores nos diversos percursos. A passagem ou transmissão do testemunho deve ser feita mão a mão e dentro de uma zona marcada na pista.


Para realizar uma boa transmissão do testemunho, o aluno deve:

1 – Colocar-se no início da zona de balanço, com os pés virados para a frente, olhando por cima do ombro, para observares a aproximação do teu companheiro.

2 – Iniciar a corrida quando o teu companheiro passar pela marca previamente combinada e segue olhando sempre para a frente.

3 – Ao sinal do teu companheiro, estende o braço direito com a palma da mão para trás, o polegar virado para o solo e afastado do indicador, para que o testemunho possa ser entregue com um movimento de baixo para cima.

4 – Segurar o testemunho pela sua parte anterior (da frente) e passa-lo para a outra mão.

Regulamento

1 – O testemunho deve ser transportado na mão durante todo o percurso e se um concorrente o deixar cair só ele o pode apanhar.

2 – Em todas as corridas de estafetas, o testemunho deve ser passado obrigatoriamente dentro da zona de transmissão.

Corrida de Barreiras

A corrida de barreiras, nas distâncias de 60 m, 80m ou 110, é considerada uma corrida de velocidade com obstáculos, os quais devem ser passado com segurança e rapidez com passadas regulares e sem diminuição de ritmo. Por isso, é essencial ter força de vontade e coragem; executar com rapidez e coordenação a passagem das barreiras; e dosear o esforço e o ritmo da corrida.

Saltos

O programa oficial das provas efectuadas no estádio é constituído por provas de altura, comprimento, triplo salto e salto com vara.

O salto em altura é considerado uma sucessão de movimentos coordenados para conseguir fazer um salto, com chamada a um pé ultrapassando a fasquia o mais alto possível. É importante a força de impulsão, a flexibilidade e a capacidade de reacção.

O triplo salto é considerado uma sucessão de movimentos coordenados, para conseguir fazer três saltos depois de uma chamada a um pé, o mais longe possível. O primeiro salto é ao pé coxinho, o segundo é um salto na passada e o terceiro salto engrupado para a caixa de saltos. É importante a velocidade e a agilidade; o sentido de ritmo; e força de salto e flexibilidade, para suportar as sucessivas quedas e subidas nos três saltos, que devem ser desenvolvidas com ambas as pernas.

O salto em comprimento define-se como uma sucessão de movimentos coordenados, para conseguir fazer um salto, com a chamada a um pé, na tábua e o mais longe possível. Nesta actividade desportiva é importante ter velocidade e grande capacidade de impulsão e coordenar a corrida de balanço com as restantes fases do salto.

Lançamentos

Todas as provas oficiais de lançamentos são efectuadas no estádio. Provas femininas: peso (4kg), dardo (600g), disco (1,5Kg), martelo (4Kg); Provas masculinas: peso (7,260 kg), dardo (800g), disco (2Kg) e martelo (7,260 Kg).

O lançamento do dardo é feito com uma só mão, com o dardo a ser projectado por cima do ombro o mais longe possível. É importante o domínio do lançamento, a força rápida, a agilidade e a flexibilidade.

O lançamento do peso é executado num círculo com um só mão, lançando o peso o mais longe possível. Força rápida, equilíbrio e uma técnica eficaz, com projecção do peso sob um ângulo apropriado são determinantes técnicas importantes.

Algumas curiosidades

- Os blocos de partida impulsionam as duas pernas, mas é da frente que ganha maior velocidade.
- Até 1938, os atletas escavavam a pista com um sacho para realizarem as partidas.

- Um corredor de 100 metros não inspira uma só vez durante toda a corrida. Durante esse tempo, os músculos são alimentados anaerobiamente.

- Não é o atleta que atinge maior velocidade durante um sprint que ganha mas sim aquele que abranda menos.

- O Atletismo é a modalidade que reúne o maior número de participantes portugueses nos Jogos Olímpicos e a única em que obtivemos medalhas de ouro.