F

FAMÍLIA || FACTO SOCIAL || FEUDALISMO || FOLCLORE || FOLKWAYS || FORÇAS PRODUTIVAS || FORÇAS SOCIAIS || FUNÇÕES LATENTES || FUNÇÕES MANIFESTAS

FAMÍLIA. Grupo social caracterizado pela residência comum, pela cooperação económica e pela reprodução. A família é constituída pelos pais e pelos filhos.

Topo || Pesquisa

FACTO SOCIAL. É toda a maneira de agir, fixa ou não, susceptível de exercer sobre o indivíduo uma coerção exterior, que é geral numa dada sociedade, apresentando uma existência própria, independentemente das manifestações individuais que possa ter (Durkheim).

Topo || Pesquisa

FEUDALISMO. Sistema social vigente na Europa Ocidental, aproximadamente entre os séculos X e XVIII, com características políticas, económicas, jurídicas e militares, particulares. Sob este aspecto, abrange outras regiões que, à semelhança da Idade Média europeia, possuíam instituições do estilo feudal (Egipto antigo, Índia, Império Bizantino, mundo árabe, Império Turco, Japão, etc.). As características determinantes do feudalismo apresentam: um desenvolvimento extremo dos laços de dependência de homem para homem, com uma "classe" (veja ESTAMENTO) de guerreiros especializados que ocupam os escalões superiores da hierarquia (veja ESTRATIFICAÇÃO) - juridicamente fundamentada; um parcelamento máximo do direito da propriedade; uma hierarquia oriunda dos direitos sobre a terra (proveniente do parcelamento), e que corresponde à hierarquia dos laços de dependência pessoal; um parcelamento de poder público, criando em cada região uma hierarquia de instâncias autónomas que exercem, no seu próprio interesse, poderes normalmente atribuídos ao Estado e, em épocas anteriores, quase sempre da efectiva competência deste. A concepção política baseia-se, portanto, nas relações individuais e na fidelidade entre vassalos e suseranos, com pouca autoridade central, sendo o rei, na maioria dos casos, o mais alto suserano. Economicamente, a terra é o elemento fundamental da riqueza: a sua fragmentação, acompanhada do estabelecimento de laços pessoais, cria o sistema de suserania e vassalagem: quem doa a terra é o senhor feudal ou suserano; quem a recebe, podendo transmiti-la aos seus descendentes, é o vassalo.

Topo || Pesquisa

FOLCLORE. Conjunto orgânico de modos de sentir, pensar e agir peculiares às camadas populares das sociedades "civilizadas" ou históricas, caracterizado pela espontaneidade.

Topo || Pesquisa

FOLKWAYS. Padrões não obrigatórios de comportamento social exterior, que constituem os modos colectivos de conduta, convencionais ou espontâneos, reconhecidos e aceites pela sociedade; regem a maior parte da vida quotidiana, mas não são impostos.

Topo || Pesquisa

FORÇAS PRODUTIVAS. As relações de produção (veja RELAÇÕES DE PRODUÇÃO) são constituídas, numa sociedade de classes, por uma dupla relação que engloba as relações dos homens com a natureza de produção material. São elas: relações de agentes de produção com o objecto e relação com os meios de trabalho, sendo que a última origina as forças produtivas.

Topo || Pesquisa

FORÇAS SOCIAIS. De modo geral, pode ser entendida como todo o estímulo ou impulso efectivo que conduz a uma acção social. De forma concreta, uma força social, representa o consenso por parte de um número suficiente de membros de uma sociedade, que tenha a finalidade de acarretar uma acção ou mudança social de certa índole. No plural - forças sociais - é utilizada para designar os impulsos básicos típicos, ou motivos, que conduzem aos tipos fundamentais de associação e de formação de grupos.

Topo || Pesquisa

FUNÇÕES LATENTES. Consequências não pretendidas, não esperadas e inclusive, não reconhecidas.

Topo || Pesquisa

FUNÇÕES MANIFESTAS. Finalidades pretendidas e esperadas das organizações.