DESIGNAÇÃO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO

 

ENSINO DA ASTRONOMIA NAS ESCOLAS

 

Acção 18 / 2004

 

N.º Acreditação: CCPFC/ACC-26745/02

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 25 horas

N.º de Créditos: 2,0

Formador: Ângelo Virgílio Pais Simões Fernandes
Destinatários: Professores dos Grupos 4ºA e 11º B dos Ensinos Básico (3ºCiclo) e Secundário


 

RAZÕES JUSTIFICATIVAS DA ACÇÃO

 

Com a actual Reorganização Curricular do Ensino Básico, o professor deixa de ter à sua disposição um programa constituído pelo conjunto de conteúdos e sugestões metodológicas que tem de cumprir, passando a dispor de Orientações Curriculares com base em competências essenciais a desenvolver nos alunos, preconizando a gestão flexível do Currículo.

Contribuindo para o desenvolvimento da literacia científica, devem as Ciências Físico- Químicas, juntamente com as Ciências Naturais, no Ensino Básico, proporcionar a todos os jovens conhecimentos sobre ciência que lhes permitam a expressão de opiniões e a tomada de decisões sobre questões do domínio público. Desta forma não se verifica uma grande mudança nos programas destas duas disciplinas até agora existentes, sendo os conteúdos a leccionar praticamente os mesmos.

No entanto, aumentando a importância no reconhecimento da necessidade de criar experiências de aprendizagem que permitam aos alunos compreender o conhecimento científico e desenvolver competências de natureza diversa, torna-se essencial proceder a uma diferente forma de abordagem destes mesmos conteúdos. Torna-se assim necessário utilizar estratégias tão diversificadas quanto possível tendo em conta a importância quer da aprendizagem por redescoberta que o aluno faz de si próprio quer da aprendizagem por recepção, mas...activa!

Para que o professor possa agir em conformidade com estes pressupostos, necessita, antes de mais, de possuir um domínio mínimo dos conceitos/conteúdos a leccionar para que possa intervir de forma planeada, sistematizando esse conhecimento.

Em particular no que concerne aos conhecimentos sobre o Universo, sua composição, estrutura e dinâmica, constata-se uma fraca ou inexistente formação de base nos professores que, antes e agora, são os responsáveis pela abordagem destes temas/problemas hodiernamente relacionados com fenómenos que, sem dúvida, os alunos vivenciam.

 

DESTINATÁRIOS DA ACÇÃO

 

Professores do 4º grupo  A e do 11º grupo B do Ensino Básico e Secundário

 

OBJECTIVOS

 

Olhar a Astronomia numa perspectiva histórica, compreendendo o carácter interactivo dos desenvolvimentos científico e tecnológico, em diferentes domínios da vida sociocultural em cada época;

Conhecer diferentes teorias científicas a partir das quais foi possível criar o actual conhecimento sobre o Universo;

Compreender a constituição e caracterização do Universo e, em particular, do Sistema Solar;

Compreender a posição que a Terra ocupa no Universo;

Compreender fenómenos resultantes da dinâmica do Universo e, em particular, da interacção no sistema Sol, Terra e Lua;

Ser capaz de aplicar os conhecimentos sobre ordens de grandeza no cálculo de distâncias no Universo e dimensão relativa de objectos cósmicos;

Conhecer diferentes métodos de localização dos astros.

 

CONTEÚDOS DA ACÇÃO

 

MÓDULO 1

1. Apresentação/Conhecimento mútuo

2. Objectivos e conteúdos

3. Organização/Estruturação da Acção

4. Avaliação

5. Bibliografia

6. Calendarização

7. A importância da Astronomia e sua relação com outras ciências

MÓDULO 2

1. Evolução histórica da Astronomia e do pensar cosmológico

1.1. a época da magia;

1.2. a época da mitologia;

1.3. a época do esclarecimento (Idade Média e Renascimento);

1.4. a idade moderna;

1.5. a actualidade.

MÓDULO 3

1. A constituição do Universo (média e larga escala):

1.1. nuvens moleculares;

1.2. estrelas e aglomerados estelares;

1.3. buracos negros;

1.4. galáxias;

1.5. cúmulos galácticos.

MÓDULO 4

1. O Sistema Solar

1.1. Composição: Sol, planetas, satélites, asteróides, cometas...

1.2. Dinâmica: Leis de Kepler

 

MÓDULO 5

1. O sistema Sol-Terra-Lua

1.1. movimentos da Terra - causas e consequências

1.2. movimentos da Lua - causas e consequências

1.3. os objectos celestes e seus movimentos aparentes

1.4. movimento aparente do Sol na esfera celeste

1.5. mecanismos dos eclipses solar e lunar

 

MÓDULO 6

1. Estrelas e constelações

1.1. tipos de estrelas

1.2. evolução estelar

1.3. constelações

2. Orientação pelo Sol e pelas estrelas

 

MÓDULO 7

1. Localização de um astro na esfera celeste

1.1. coordenadas horizontais

1.2. coordenadas equatoriais

1.3. coordenadas eclípticas

 

MÓDULO 8

1 . Observação e Instrumentos ópticos usados em astronomia

1.1. conselhos práticos sobre observação

1.2. tipos de telescópios

1.3. montagem dos telescópios

 

MÓDULO 9

1. Apresentação dos trabalhos/projectos a desenvolver pelos formandos

2. Análise/debate dos trabalhos propostos

 

MÓDULO 10

1. Apoio e discussão dos trabalhos em implementação

 

MÓDULO 11

1. Apresentação pelos formandos do trabalho executado

2. Reflexão crítica e avaliação do trabalho realizado

3. Reflexão crítica da Acção

 

Os trabalhos/projectos a desenvolver pelos formandos serão de índole didáctica de apoio à exploração do tema em sala de aula.

 

METODOLOGIAS DE REALIZAÇÃO DA ACÇÃO

 

Esta acção decorre na modalidade de Oficina de Formação, quer em sessões presenciais via IRC- pelo Programa Prof2000, com a duração igual à definida para cada módulo, totalizando 25 horas, quer em trabalho autónomo e de pesquisa a desenvolver pelos formandos, com o a poio á distância do formador  (restante tempo de formação)

Para  a exploração de cada módulo, no final do anterior, o formador deixará à disposição dos formandos material de pesquisa e estudo e informação bibliográfica, de forma a que as sessões presenciais sejam constituídas por uma primeira parte de apresentação dos conteúdos, seguida de debate e esclarecimento de dúvidas dos temas a abordar, terminando a sessão com a análise e discussão de projectos/trabalhos possíveis de desenvolver e dinamizar em sala de aula.

A componente de trabalho autónomo e pesquisa será realizada pelos formandos a partir da planificação de projectos a desenvolver, tendo em vista a implementação do ensino da Astronomia na sala de aula. Estes trabalhos contarão sempre com o apoio do formador, durante o decorrer das sessões presenciais (IRC) e ainda através de email, pelo que será aconselhável a escolha do trabalho a desenvolver o mais cedo possível.

Os projectos desenvolvidos, serão, no final, apresentados e discutidos nas sessões de trabalho conjunto presencial, efectuando-se ainda a avaliação crítica da Oficina de Formação.

 

 

REGIME DE AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

 

Assiduidade e empenho manifestados;

Participação nos debates/discussões: posicionamento activo, crítico e criatividade;

Trabalhos/projectos individuais desenvolvidos.

               

BIBLIOGRAFIA FUNDAMENTAL

 

Almeida, Guilherme de e Ré, Pedro, Observar o Céu Profundo, Plátano Editora, 2000.

Astronomical Society of the Pacific, The Universe at your fingertips: an Astronomy activity and resource, Ed. Andrew Franknoi,

Ferreira, Máximo e Almeida, Guilherme de, Introdução à Astronomia e às Observações Astronómicas, 5ª edição, Plátano Editora, 1999.

Gigli, Amadeo, O que contam as estrelas, Editorial Caminho.

Karttunen H., Kroger P., Oja H., Poutanen M., Fundamental Astronomy, Springer-Verlag, 1996.

Lewis, John S., Physics and Chemistry of the Solar System, Academic Press Eds.

Pompea, Stephen M., Great ideas for teaching Astronomy, West Publishing Company.

Shu F., The Physical Universe: An Introduction to Astronomy, University Science Books, 1982