Periféricos fundamentais

A unidade central do computador (microprocessador, memória central) necessita de comunicar com o mundo exterior para receber e enviar informação, e neste ponto são necessários os PERIFÉRICOS.

Como periféricos entende-se os dispositivos electrónicos que se ligam ao computador (CPU), que permitem a introdução de dados e informação, e que permitem ao utilizador receber informação.

Os periféricos dividem-se em três tipos, conforme as funções que desempenham:

Periféricos de Entrada (Input) Periféricos de Saída (Output)

Periféricos de Entrada/Saída (Input/Output)

 

 

 

 

Exemplos de Periféricos

Os periféricos dividem-se em três tipos: os periféricos de entrada, que apenas efectuam a introdução de dados no computador, os periféricos de saída, que apenas permitem a recepção de informação, e os periféricos de entrada/saída que permitem, em situações particulares, efectuar as duas funções, ou seja, a entrada de dados e a saída de informação. Existem periféricos de entrada/saída, como os multifunções, que acumulam as funções de vários periféricos, uns de entrada (scanner), uns de saída (impressora e copiadora), e outros de entrada/saída (fax).

Embora existam outros periféricos, aqui são apresentados alguns exemplos dos periféricos mais utilizados, divididos pelos três tipos:

 

Periféricos de Entrada (Input) Periféricos de Saída (Output)

Periféricos de Entrada/Saída (Input/Output)

 

 

 

 

Periféricos fundamentais

Existem periféricos que, pelas funções que desempenham, são considerados fundamentais, e são eles os periféricos de entrada Teclado e Rato e o periférico de saída Monitor.

O teclado permite a introdução de dados e informação no computador, através da pressão de teclas que representam caracteres que o utlizador entende, e que são transformados em 0s e 1s que o computador entende.

O rato permite a introdução de dados e informação, sobre a forma de escolha ou selecção de itens existentes no software de aplicação. Os ratos actuais possuem três teclas, duas para selecção e funções e uma central (scroll), que permite a navegação fácil em páginas.

O monitor permite a recepção da informação de forma a que o utilizador entenda, mostrando, através de feixes de luz, os caracteres visualizados pelo utilizador.