TRABALHO ESCRITO

1. Capa

2. Índice

3. Introdução

4. Desenvolvimento

5. Conclusão

6. Bibliografia

7. Anexos

 

Como elaborar um trabalho escrito

     Nas várias disciplinas,  e em particular na de História, vais ter necessidade de elaborar trabalhos escritos.

     Para os realizar de forma correcta é necessário,  primeiro, adquirir algumas informações e conhecer algumas regras, como as que se seguem:

     Um trabalho escrito consta de:

1. Capa

2. Índice

3. Introdução

4. Desenvolvimento

5. Conclusão

6. Bibliografia

7. Anexos (nem todos os trabalhos têm anexos)

     O primeiro passo  a dar é a escolha do tema - por ti,  pelo grupo ou até por sugestão do(a) professor(a).

    Seguidamente, estabelecerás um plano relativo aos assuntos que irás tratar (por vezes o plano inicial acaba por ser mudado ou alterado).

     De acordo com esse plano, irás procurar informações em livros, enciclopédias, documentários filmados, visitas aos locais a visitar, testemunhos orais (entrevistas a pessoas que viveram ou presenciaram os acontecimentos), Internet...

     Ao fazeres essas consultas bibliográficas, convém elaborar fichas por autor ou por assuntos.  Em caso de necessidade para a sua elaboração,  pede ajuda ao teu (tua) professor (a).

 

1. Capa

     Pode ser simples, com desenhos, gravuras ou fotografias. No entanto,  para uma correcta apresentação, dela farão parte os seguintes elementos:

- Nome da escola

- Disciplina ou área a que se destina

- Identificação dos autores(as): nome dos(as)  alunos(as) que colaboraram no trabalho, número, turma e ano

- Nome do professor(a)

- Ano lectivo em que foi elaborado

 

2. Índice

     No índice deves escrever o título das partes e dos capítulos que constituem o trabalho.

     À frente de cada título escreve o número da página onde ele se inicia.

     Antes da designação de cada assunto, poderás colocar um número romano, se se tratar de um capítulo, ou um número árabe, se disser respeito a uma subdivisão desse capítulo, ou então I; I.I.; I.2.; 2; 2.1.;2.2.

Exemplo

 

Índice ....................................................................................................................2

Introdução ............................................................................................................3

I. .............................................................................................................................4

    1...........................................................................................................................7

     2..........................................................................................................................7

II. ............................................................................................................................8

    1. .........................................................................................................................9

    2. ......................................................................................................................12.

    3. .......................................................................................................................15

Conclusão............................................................................................................17

Bibliografia..........................................................................................................20.

 

 

3. Introdução

     Na introdução, informarás o leitor sobre o tema que vais tratar e como o irás fazer. Podes ainda referir os motivos que te levaram (ou ao grupo) a escolher esse tema, as dificuldades que encontraste para o estudar, as vantagens da sua realização, etc.

     Depois de acabares o trabalho, convém relê-lo atentamente. Quanto à introdução, verificar se está de acordo com o restante ou se tens de acrescentar/alterar alguns aspectos para ficar em harmonia com o desenvolvimento dado ao tema.

 

4. Desenvolvimento

     O desenvolvimento é a parte central do trabalho. Deve ser redigido com cuidado, tendo como base os teus conhecimentos e as informações recolhidas através dos vários meios e documentos; covém, se possível, ser ilustrado.

     Poderás formular questões, a que procurarás responder, e dar a tua opinião fundamentada.

     Poderás ainda recorrer a citações, ou seja, transcrever frases ou textos de outros. É importante aparecerem destacados e serem curtas. O que transcreveres deve ficar sempre entre aspas "...............". A seguir, referirás logo o autor e a obra de onde é retirada a transcrição. Ao fazer a transcrição poderás ainda colocar um número, ex.: 1, e, ao fundo da página, em nota de rodapé, escreves o mesmo número e, á  frente, o nome do autor, a obra e a página(s). as notas também poderão ser colocadas no final do trabalho, imediatamente a seguir ao texto e antes dos anexos.

      Se utilizares o computador, verificarás que aqueles tipos de notas são identificados, respectivanmente, por "footnote" e "endnote" e são introduzidos com numeração automática.

Ex:

     "Os novos bairros de negócios, à imagem da City londrina, alinham os seus grandes edifícios de pedra, os prédios de rendimentos, remuneradores e caros."1

Pierre Laon (dir) História Económica e Social do Mundo, vol IV tomo II, Sá da Costa, Lisboa, 1983, p. 329

     O texto de desenvolvimento pode ser complementado com gráficos, mapas, quadros e gravuras. Devem estar de acordo com o conteúdo do texto e ser explicados através de uma legenda.

 

5. Conclusão

     Deverá ser breve e nela resurmirás as respostas às questões formuladas no início do trabalho, ou seja, farás uma síntese do assunto que desenvolveste.

 

6. Bibliografia

     Para a indicação da bibliografia há também regras.

     1. Deve indicar-se, primeiro, o último nome (ou apelido) do autor em maiúsculas, seguido de vírgula e do nome próprio, nome da obra, volume, editora, local da edição e data.

      Ex.: RIOUX, Jean Pierre, A Revolução Industrial, publicações D. Quixote, Lisboa, 1978.

     Caso se trate de mais de um autor, procede-se do seguinte modo: indicam-se os diversos autores, começando pelos apelidos, em maiúsculas, seguido dos nomes.

     Ex.: MAGALHÃES, Ana Maria e ALÇADA,Isabel, Uma visita à  Corte de D.Dinis, col. "Viagens no Tempo", Edições Caminho, Lisboa, 1988.

     Tratando-se de três ou mais autores, pode indicar-se apenas o primeiro, seguido da expressão latina et al., a qual significa "e outros".

     Na lista bibliográfica, os autores deverãos ser indicados por ordem alfabética.

     Só se indicam na bibliografia os autores que efectivamente tenham sido consultados e que foram mobilizados para a realização do trabalho.

     2. Se a publicação não tiver autor definido, o título deverá ser escrito em itàlico e colocar-se também por ordem alfabética.

Ex.: Revista de Históriua, nº 8 (mês e ano)

     Caso se trate de um artigo publicado numa obra, num jornal ou revista, deve indicar-se o nome do autor, título do artigo, título da publicação, número da publicação, data e páginas (primeira e última).

     3. Caso se trata de uma consulta na Internet deve ser mencionada o nome da página.

 

7. Anexos

     Os anexos podem ser mapas, gravuras, fichas. inquéritos, gráficos.

     Servem para completar e fundamentar as afirmações feitas ao longo do trabalho.

   

( Baseado no Caderno do Aluno "Olhar a História 8" da Porto Editora)