Poluição  

 

Causas e consequências da Poluição

Tipo de Poluição

Origem

Consequências

 

Matéria Orgânica

Áreas agrícolas, pecuária, efluentes domésticos e industriais.

Mortandade de peixes

 

Patogénico

Esgoto bruto ou parcialmente tratado e excremento de animais.

Transmissão de doenças, como cólera e esquistossomose.

 

Metais Pesados (resíduos químicos

Descargas industriais, lodo de estações de tratamento de esgoto, aterro sanitário.

Redução da população de peixes, diversos problemas à saúde humana, como disfunção dos rins, problemas nos ossos e no sistema nervoso.

 

 

Substâncias Tóxicas

Escoamento superficial urbano e rural, descargas domésticas, descargas industriais e infiltração.

Doença nos peixes e, nos seres humanos, aumento de risco de câncer de rins e bexiga.

 

Consequências Económicas:

As consequências económicas e ecológicas da diminuição da camada de ozono, além de causar o aumento da incidência do cancro de pele, podem gerar o desaparecimento de espécies animais e vegetais e causar mutações genéticas. Mesmo havendo incertezas sobre a magnitude desse fenómeno, em 1984 foi assinado um acordo internacional para diminuir as fontes geradoras do problema.

 

Prejuízos da poluição visual

Uma das maiores preocupações sobre a poluição visual em vias públicas de intenso tráfego, é que pode concorrer para acidentes automobilísticos. Muitos países possuem legislações específicas para controle de sinalizações em diversas categorias de vias. Alguns psicólogos também afirmam que os prejuízos não se restringem à questão material mas atingiriam também a saúde mental dos usuários, na medida em que sobrecarregaria o indivíduo de informações desnecessárias

 

 

Uma das consequências da poluição atmosférica é um fenómeno chamado chuva ácida

A chuva ácida pode causar problemas a plantas, animais, solo, água, construções e mesmo a pessoas. Cientistas descobriram que a queima de combustíveis fósseis provoca poluição atmosférica e consequentemente chuva ácida. A electricidade obtida a partir da queima dos combustíveis fósseis é utilizada no aquecimento de casas, em iluminação, em electrodomésticos, em carros, barcos, aviões e muitas mais coisas. A poluição atmosférica provocada por estas queimas não fica no ar para sempre e pode voltar à superfície da terra sob a forma de chuva ácida. Quando isto acontece as plantas e animais enfraquecem e podem morrer.                    Um dos problemas das chuvas ácidas é o facto de estas poderem ser transportadas através de grandes distâncias, podendo vir a cair em locais onde onde não há queima de combustíveis.

Formação da chuva ácida

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Poluição do ar

 A Poluição do ar é uma mistura perigosa de gases residuais, poeira e outras pequenas partículas formadas na atmosfera. A poluição do Ar tem muitas origens: os carros, os caminhões, os trens, os barcos os aviões e as indústrias são fontes de Poluição do Ar.
A poluição do ar pode fazer com que o ar que você respira o torne doente. Quando você respira ar poluído, as partículas presentes com frequência podem se depositar no seu pulmão. A Poluição do ar pode provocar dor de cabeça ou irritar a sua garganta e pode também fazer os seus olhos lacrimejarem e irrita-los.
A Poluição do ar causa muitos prejuízos às plantações e os animais também podem ficar doentes por causa dela.

As causas da Poluição Atmosférica

Nos grandes centros urbanos e industriais tornam-se frequentes os dias em que a poluição atinge níveis críticos. Os escapamentos dos veículos automotores emitem gases como o monóxido (CO) e o dióxido de carbono (CO2 ), o óxido de nitrogénio (NO), o dióxido de enxofre (SO2 ) e os hidrocarbonetos. As fábricas de papel e cimento, indústrias químicas, refinarias e as siderúrgicas emitem óxidos sulfúricos, óxidos de nitrogénio, enxofre, partículas metálicas (chumbo, níquel e zinco) e substâncias usadas na fabricação de insecticidas.

Produtos como os aerossóis, espumas plásticas, alguns tipos de extintores de incêndio, materiais de isolamento de construção, buzinas de barcos, espumas para embalagem de alimentos, entre vários outros liberam clorofluorcarbono (CFCs).

Todos esses poluentes são resultantes das actividades humanas e são lançados na atmosfera.

 

Algumas medidas para solucionar os problemas da Poluição do Ar

  A existência de uma rigorosa legislação antipoluição, que obrigue as fábricas a instalarem filtros nas suas chaminés, a tratar os seus resíduos e a usar processos menos poluentes. Penalizações para as indústrias que não estiverem de acordo com as Leis;

Controle rigoroso dos combustíveis e sobre seu grau de pureza;

Criação de dispositivos de controle de poluição;

Vistoria nos veículos automotores para retirar de circulação os desregulados. Nos modelos mais antigos a exigência de instalação de filtros especiais nos escapamentos;

Aplicação de rodízio de carros diariamente;

Incentivar as pessoas a deixarem seus carros em casa pelo menos dois dias, e a utilizarem mais os transportes colectivos;

 Melhoria e segurança no sistema de transporte colectivo;

 Recolhimento de condicionadores de ar, geladeiras e outros produtos que usam CFC;

Incentivo às pesquisas para a elaboração de substitutos do CFC;

Investimentos nas fontes alternativas de energia e na elaboração de novos tipos de combustíveis como o álcool vegetal (carros), extraído da cana-de-açúcar e do eucalipto, e do óleo vegetal (substitui o óleo diesel e o combustível para a aviação), extraído da mamona, do babaçu, da soja, do algodão, do dendê e do amendoim;

Melhor planeamento das cidades, buscando a harmonia entre a natureza e a urbanização;

Maior controle e fiscalização sobre desmatamentos e incêndios nas matas e florestas;

Protecção e conservação dos parques ecológicos;

Incentivo à população para plantar árvores;

Campanhas de consciencialização da população para os riscos da poluição; Cooperação com as entidades de protecção ambiental.

 

 

Causas da poluição radioactiva

 

Agentes bacteriológicos: tendo como causas esgotos e adubos, e consistindo na contaminação por bactérias, vírus e outros micróbios portadores de doenças;                      

Agentes químicos: tendo como causas óleos, insecticidas, detergentes sintéticos, adubos químicos e esgotos, e consistindo na contaminação por meio de elementos químicos que podem destruir a fauna e a flora;
Agentes físicos: tendo como causas erosão, húmus, vegetação e a própria actividade humana, resultando alteração da cor, gosto, cheiro e temperatura da água;
Partículas radioactivas: caracterizada pela presença de materiais radioactivos das centrais ou explosões nucleares.

 

 

 

 

 

 

Seguinte

Anterior