Como nasceu Portugal

Por volta do século VIII muçulmanos vindos do norte de África conquistaram a nossa Península Ibérica aos Visigodos. Mas estes não conseguiram conquistar as Astúrias e o País Basco.

Foi aí que se refugiaram os nobres visigodos, e foi daí que partiu a Reconquista Cristã.

Os Cristãos organizaram-se em vários reinos, o primeiro foi o das Astúrias, mas depois deu origem ao de Leão e Castela e formaram-se o de Navarra e Aragão.

Houve recuos e avanços na Reconquista e só quando os muçulmanos se dividiram é que os Cristãos ganharam terreno, mas os muçulmanos pediram a ajuda aos Almorávidas e então D. Afonso VI pediu ajuda aos franceses.

Então vem D. Henrique para combater. Com os seus méritos de cavaleiro, D. Henrique ganha de D. Afonso VI o Condado Portucalense e casa-se com sua filha D. Teresa.

Quando D. Henrique morre, D. Teresa une-se ao reino da Galiza e os nobres portucalenses não gostam da situação então estala uma guerra pelo poder entre D. Afonso Henriques e D. Teresa. O desfecho desta guerra foi na batalha de S. Mamede com a vitória de D. Afonso Henriques.

Quando D. Afonso Henriques ganha a batalha de Ourique aos mouros proclama-se rei.

O rei de Leão, D. Afonso VII, seu primo, não gosta da situação e estala um conflito entre os dois.

Em 1143 através do tratado de Zamora D. Afonso VII concede independência ao Condado portucalense.

Mas D. Afonso Henriques queria que o papa lhe reconhecesse a independência e em 1179 através da Bula manifestis probatum, o papa Alexandre III concede a independência do reino de Portugal.

Ao longo de vários anos D. Afonso Henriques e outros reis conquistaram territórios para sul e no tratado de Alcanices definem-se as fronteiras a leste.

Assim nasceu Portugal.

 

Tiago Santos, 8º A