COMO SE FAZ UM RELATÓRIO:

 

Um relatório deve ser redigido de uma forma impessoal, utilizando a voz passiva no tempo passado.

Deve ser detalhado, cuidadoso, meticuloso, claro e objectivo de modo que qualquer pessoa que o leia consiga efectivamente entender o que foi realizado.

Em geral um relatório é composto de: titulo, introdução, procedimento experimental, resultados, conclusões e referências bibliográficas.

TÍTULO

O título, deve ser curto e preciso e explicitar o problema resolvido pela experiência realizada; isto é: referir o objectivo fundamental da experiência.

INTRODUÇÃO

A introdução deve explicitar, de forma clara e breve, qual foi o objectivo da experiência, qual o método(s) utilizado(s) e quais os princípios fundamentais em que esse(s) método(s) se baseia(m).

PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

Neste ponto relata-se de forma clara e exacta como foi feita a experiência. E descreve-se, passo a passo como a experiência foi realizada (não basta copiar o protocolo experimental).

Esta secção não deve incluir os resultados obtidos experimentalmente e/ou os cálculos efectuados, apenas deve relatar detalhadamente a parte experimental da experiência que foi realizada.

Neste ponto inclui-se ainda a listagem de material e reagentes utilizados.

RESULTADOS/CÁLCULOS

Neste ponto apresentam-se os dados obtidos durante a experiência e os cálculos realizados.

Os dados e os resultados deverão surgir sob a forma de tabelas. Indicam-se as operações usadas para fazer os cálculos. Não se deve sobrecarregar esta secção com cálculos e pormenores aritméticos desnecessários.

CONCLUSÃO

Neste ponto discutem-se os resultados finais obtidos, apontando possíveis explicações e fontes de erro experimental.

BIBLIOGRAFIA

Todos os livros revistas ou outros materiais consultados durante a realização do trabalho devem constar neste ponto.


 

1