EXPERIÊNCIAS QUE ENVOLVEM REACÇÕES QUÍMICAS


1)                   

OBJECTIVO:

Escrever uma mensagem que aparece magicamente.

Nas histórias de aventuras aparecem por vezes estranhas mensagens invisíveis que dão a chave do enigma ou a posse do tesouro a quem as puder decifrar.

Há vários processos para tornar visível aquilo que se escreve ou desenha com uma “tinta” invisível. Essas mensagens misteriosas baseiam-se em reacções químicas, mais ou menos complexas, de modo a que se formem moléculas coloridas consoante essas reacções. A realização das experiências que se seguem dão sugestões para vários jogos. Seguem-se alguns procedimentos experimentais.

A)   DOIS PROCESSOS BASEADOS NO USO DE LIMÃO

Materiais:


Limão
Pincel
Papel
Lamparina de álcool
Chávena
Copo com partículas de iodo sólido

Procedimento:

1 ) Esprema o sumo de limão para dentro de uma chávena

2) Com um pincel molhado no sumo de limão escreva uma mensagem em cada folha de papel. Deixe o sumo secar.

3) Aproxime uma folha de uma lamparina acesa, com cuidado para não queimar o papel.

 

 

4) Repita o procedimento 2, com outro papel e aproxime-o da boca do frasco com vapores de iodo.

(No fim deve tapar o frasco de iodo com algodão, para evitar os vapores que são tóxicos.)

B) PROCESSO BASEADO NUMA REACÇÃO DE EQUILÍBRIO

Material:

Solução aquosa de cloreto de cobalto
Pincel
Papel
Lamparina de álcool
Fósforos

Procedimento:

1) Com um pincel molhado em solução de cloreto de cobalto escreva a sua mensagem e deixe secar.

2) Aproxime, com cuidado, o papel de uma lamparina acesa, mantendo alguma distância de modo a não queimar o papel.

A mensagem revelar-se-á. Espere algum tempo: a mensagem desaparece. Volte a aproximar da chama e a mensagem aparece de novo. Repita as vezes que quiser, desde que não deixe que o papel se queime.

 

 

O cloreto de cobalto hidratado é um indicador atmosférico, uma vez que muda de cor consoante a quantidade de humidade presente na atmosfera. Em ambientes secos tem a cor azul e ambientes húmidos apresenta cor rosa.

 

C)  PROCESSO BASEADO NO USO DE SOLUÇÃO DE FENOLFTALEÍNA E DETERGENTE PARA LIMPAR VIDROS

Material:

Detergente limpa vidros
Solução de fenolftaleína
Papel
Pincel

 

Procedimento:

1) Com um pincel molhado em solução alcoólica de fenolftaleína escreva uma mensagem num papel. Deixe secar.

2) Para revelar a mensagem borrife o papel com detergente para limpar vidros.

Observe a mudança de cor para rosa forte ou carmim. detergente limpa-vidros manifesta carácter básico ou alcalino, provocando a mudança de cor para rosa forte ou carmim. É que o papel continha uma mensagem escrita com solução de fenolftaleína (que é incolor) e o detergente limpa-vidros manifesta carácter básico ou alcalino, daí a cor resultante.

D)   PROCESSO BASEADO NO USO DE REAGENTES DE DETERMINADA CONCENTRAÇÃO

Material:

10 cm3 de cada uma das seguintes soluções:

Solução A – 0,1 M de tiocianato de amónio, NH4SCN
Solução B – 0,1 M de hexacianoferrato (II)de potássio, K4/Fe(CN)6/3H2O
Solução C – 0,02 M de ácido tânico

e ainda
20 cm3 de solução aquosa de cloreto de ferro III
3 pincéis
Papel de filtro

Aparecem as cores vermelha (A), azul (B) e preta (C).

Procedimento:

1) Desenhe ou pinte letras sobre uma folha larga de papel de papel de filtro, separadamente com cada uma das soluções A, B e C e deixe secar o papel.

Use um pincel para cada solução.

2) Pulverize o papel seco com a solução de cloreto de ferro III.


2) A expansão do balão brincalhão 

Material/Reagentes

Garrafa de plástico / ou vidro
Balão
Bicarbonato de sódio ( cerca de 30 g ) / Fermento
Vinagre ( cerca de 200 ml )

Procedimento:

Coloca o bicarbonato dentro do balão com a ajuda de um colega.

Dentro da garrafa coloca o vinagre.

Prende o balão com cuidado ao gargalo da garrafa.

Despeja o bicarbonato para dentro da garrafa.

 

Observação: À medida que a reacção prossegue , o balão de borracha começa a encher devido à produção de um gás.

Explicação:

Quando se mistura o bicarbonato de sódio com o vinagre, um dos produtos da reacção é um gás muito conhecido, chamado dióxido de carbono, CO2. É por isso que se observou efervescência. O gás ficou retido no balão , e por isso o balão enche.


3) CONSTRÓI UM BARÓMETRO

Material necessário:

Cloreto de cobalto

Mecha de limpar cachimbos

Um copo

Uma colher

Um pedaço de cortiça

 

 

 

Sempre intrigou as crianças o princípio em que se baseiam os barómetros, esses delicados aparelhos que anunciam as mudanças de tempo.

Não é difícil fazer um barómetro deste tipo se recorrermos ao cloreto de cobalto, que tem a propriedade de se tornar cor-de-rosa quando está húmido e de tornar seco quando está seco.

Procedimento:

Com uma mecha de limpar os cachimbos, construa uma flor, um galo ou outra figura.

Deite, em meio copo de água, duas colheres de chá de cloreto de cobalto e mexa até dissolução completa.

Faça submergir a flor ou o galo nesta solução cor-de-rosa e rapidamente tomará esta cor, mas, à medida que for secando, transformar-se-á em azul.

Quando a figura estiver seca pode espetá-la num pedaço de cortiça, que lhe servirá de suporte.


[Voltar]