pinto da Silva, sentado ao centro, entre amigos

manuel Joaquim Pinto da Silva

a notícia, através do vogal Domingos Gomes da Costa, de que "o Exmo Senhor Pinto da Silva, lhe entregara a importância de seiscentos escudos para a Junta calcetar a avenida da Igreja e compor o caminho que dá para o logar de Baldoi". Ficou imediatamente decidido dar início ás obras e "oficiar a S. Ex.a. agradecendo tão generosa oferta".
Mas a acção benemérita de Pinto da Silva fez-se sentir também nas associações de beneficência, na ajuda aos seus conterrâneos mais necessitados, na Igreja, e até na Capela do Senhor dos Aflitos, em S. Tiago da Cruz, de que também foi benemérito.
A Rua Manuel Joaquim Pinto da Silva fica na urbanização da Encosta das Ribeiras, perto da quinta de que foi proprietário, a Quinta de Valdoi, onde este gaviense se juntava com os amigos para se divertir e matar saudades da "terra-mãe", quando vinha a Portugal.

Barão de Trovisqueira
nomes Ilustres 1/3
Manuel Joaquim Pinto da Silva

Roteiro de Gavião

retrato do Barão de Trovisqueira

José Francisco da Cruz Trovisqueira, gaviense nascido em 1824 na Quinta da Trovisqueira, emigrou para o Rio de Janeiro onde residiu durante 18 anos. Foi tornado Fidalgo-Cavaleiro da Casa Real em 1864 pelo Rei D. Luiz I. Em 1865 foi eleito deputado às Cortes.De 1868 a 1877 presidiu à Câmara Municipal de Famalicão. Foi chefe concelhio do Partido Progressista. Exerceu o cargo de Juiz de Direito, 2º substituto, na Comarca de V. N. de Famalicão. Em 1873 o Rei Amadeo I de Espanha concedeu-lhe o grau de Comendador da Ordem de Carlos III.

quinta de Valdoi

1930, depois de ter dotado a sua terra com um edifício escolar, o melhor do concelho, tendo contribuído para muitas outras obras, como por exemplo, a actual avenida Padre José Felgueiras Abreu, que ficou durante muitos anos conhecida

ambiente
cultura e Desporto
empresas
festas e Outros Eventos
gastronomia
história e Actualidade
nomes Ilustres
património Arquitectónico
álbum
mapas
endereços

Este cidadão gaviense que se radicou no Brasil, onde fez fortuna, nasceu em Gavião no ano de 1859 e faleceu em
por "Avenida Ideal", depois de Pinto da Silva ter exclamado: "Isto ficou ideal".
Foi no dia 4 de Abril que a Junta de Freguesia presidida por Manuel da Costa Alves Veloso, às dez horas da manhã, recebeu