Festa de S. Vicente

S. Vicente foi um mártir de Huesca, que morreu no ano 304, a mando do imperador Diocleciano. Este diácono é muito popular em Espanha e na França, onde é padroeiro dos viticultores. Diz a tradição que os restos mortais do santo foram trasladados para o Cabo S. Vicente em 711. O nosso primeiro monarca mandou trazê-los para Lisboa, em 1173. Para o povo, S. Vicente cura as bexigas.
A sua festa realiza-se durante o mês

festas e Outros Eventos 2/2

Roteiro de Gavião

ambiente
cultura e Desporto
empresas
festas e Outros Eventos
gastronomia
história e Actualidade
nomes Ilustres
património Arquitectónico
álbum
mapas
endereços

bairro que tomou o seu nome.
As festas contêm uma parte profana: cabeçudos, zés-pereiras, gigantones, música popular, folclore e fogo de artifício animam os gavienses. A parte religiosa é igualmente muito importante: uma procissão com figuras religiosas e alegóricas, andores, escuteiros e guarda de honra prestada pelos bombeiros percorre as principais ruas do Bairro, terminando na capela, onde se celebra uma missa solene, com a presença do grupo coral.

de Janeiro e é uma tradição popular-religiosa muito arreigada em Gavião, principalmente entre as gentes do Bairro de S. Vicente. Este santo é venerado na capela justamente localizada no

Capela de S. Vicente

Tirana do álbum Cantigas d'Outrora (1999), do grupo gaviense Milho d'Oiro,