Feira Medieval

Cartaz anunciando uma Feira Medieval, comemorativa do dia 20 de Junho de 1072, organizada pela Escola EB 2,3 D. Maria II, no âmbito das celebrações do Dia da Freguesia, em 2000

Sessão Solene no 1º Dia da Freguesia, em 1993 na antiga sede da Junta

de moradores, que incluíam mostras do ciclo do pão, de utensílios agrícolas antigos e barraquinhas de cozinha regional.
Esta feira é organizada pela paróquia de Gavião. Visa preservar algumas tradições locais e angariar fundos para as obras da paróquia. No adro da igreja, são montadas diversas bancas, onde os visitantes poderão comprar produtos agrícolas, animais criados em casa e bens oferecidos por diversas empresas. Uma das tradições revividas que mais entusiasmo causa é a matança do porco. A população ainda poderá contar com gastronomia regional (rojões, papas de sarrabulho, cozido à portuguesa, feijoada e outros pratos tradicionais minhotos, incluindo castanhas assadas, próprias da época) e música popular, nomeadamente cantares ao desafio e concertinas.

festas e Outros Eventos 1/2

Roteiro de Gavião

Dia da Freguesia

Em 1993, para assinalar a primeira referência documental à freguesia de Gavião (Villa Cavilam), a Junta de Freguesia de Gavião apresentou uma proposta à Assembleia de Freguesia para que o dia 20 de Junho fosse instituído como o Dia da Freguesia.

Segundo investigação feita pelo Dr. António Joaquim, director do Arquivo Municipal Alberto Sampaio, a história de Gavião começa a ser escrita no dia em que Zamário, um clérigo que tinha diversas herdades na "Villa Cavilam" situada no "Território Portucalense, sob o nome de Vermoim" doou essas herdades à Sé de Braga, decorria então o dia 20 de Junho de 1072, em pleno século XI. »

in "Gavião Real", ano vii nº7 junho 2003

A "Pedra do Brasão" inaugurada no dia 20 de Junho de 1993

ambiente
cultura e Desporto
empresas
festas e Outros Eventos
gastronomia
história e Actualidade
nomes Ilustres
património Arquitectónico
álbum
mapas
endereços

 

Realizou-se em 2003, nos dia 7 e 8 de Novembro, a IV edição da Feira das Colheitas. Todavia, a freguesia tem já anteriormente referenciadas algumas festas de folclore e etnografia, organizadas pelos órgãos da paróquia, por associações culturais ou por associações

Feira das Colheitas

Malhão Nosso do álbum Cantigas d'Outrora, Milho d'Oiro, 1999