rodeado de pequenos montes. Todo este conjunto está em prata para simbolizar a riqueza.

« A Escola Básica do 2º e 3º ciclos D. Maria II situa-se numa das extremidades da freguesia e muito próxima da cidade de V. N. Famalicão. A construção da escola data de 1990 e obedece em termos arquitectónicos, a um dos últimos modelos adoptados pelo Ministério da Educação. Estão matriculados neste estabelecimento de ensino 711 alunos entre o 5º e o 9º ano de escolaridade, o corpo docente e não docente é composto por 97 profissionais, sendo 70 professores (dos quais 62 são efectivos) e os restantes elementos distribuídos entre serviços administrativos, auxiliares da acção educativa. A escola é frequentada por alunos oriundos de 8 das 49 freguesias do conselho. Estas freguesias localizam-se na periferia urbana formando dois núcleos: Norte da cidade (Brufe, Louro, Mouquim, Gavião e uma faixa da cidade) e Sudeste (Seide S. Miguel, Landim, e Ruivães).

« «alminhas» do Cruzeiro

Foram renovadas em Março de 1993 pelo artista gaviense António Bento Moreira, que refere que a pintura é do século XVII.

 

» continuação/actualização 1/2

«

Brasão de Gavião
Escudo de prata, gavião de negro, armado e bicado de vermelho; em chefe, uma vieira de vermelho, entre um cacho de uvas de púrpura, folhado de verde, à dextra, e uma roda dentada de púrpura, à sinistra; contra-chefe ondeado de azul e prata. Coroa mural de prata de três torres.
Listel branco com a legenda a negro: GAVIÃO - VILA NOVA DE FAMALICÃO
A roda dentada simboliza a cultura e o progresso da terra. O cacho de uvas simboliza a fertilidade dos campos. Surge ainda o Rio Pelhe, atravessando o Vale de Gavião,

« Bandeira de Gavião Concebida em 1991, é composta por 40% de amarelo junto à haste e 60% de verde, simbolizando a primeira cor o progresso e a riqueza, e a segunda os campos produtivos da freguesia. Na linha onde se separam as cores tem o brasão.
O Brasão de Armas é composto por um gavião de cor castanha, que segura nas patas uma roda dentada em ouro (simbolizando a cultura e o progresso da freguesia) que sobrevoa o rio Pelhe ladeado por pequenos montes (Vale de Gavião). Fazem também parte dele um cacho de uvas e uma espiga de milho ( simbolizando a fertilidade dos seus campos).

Sessão Solene no 1º Dia da Freguesia, em 1993 na antiga sede da Junta (Foto GR)

« Dia da Freguesia – 20 de Junho, instituído em 1993 por referência à data em que Gavião primeiramente figura na documentação. Actualmente, esta celebração prolonga-se por uma semana e inclui arte, desporto, festa das crianças, folclore, culto religioso e uma sessão solene com entrega de medalhas comemorativas. Todas estas actividades visam unir os cidadãos para fazer de Gavião uma freguesia onde seja bom viver, nas palavras do actual autarca.

ambiente
cultura e Desporto
empresas
festas e Outros Eventos
gastronomia
história e Actualidade
nomes Ilustres
património Arquitectónico
álbum
mapas
endereços

Roteiro de Gavião