património Arquitectónico 1/2

Roteiro de Gavião

Capela de Real

No lugar de Real esta Capela que pertence à Drª Maria Fernanda da Silva Teixeira e que foi construída nos finais do séc. XVIII. Apresenta uma frontaria razoável, mas sem motivos decorativos ondulantes.
Recebeu em 1995 uma cobertura, visto a existente, até à ocasião, encontrar-se em estado totalmente degradado, o que permitia a livre entrada de água pluvial.

Essa situação foi responsável, como é óbvio, pela actuação de fungos e insectos xilófagos no rico retábulo rocaille, conseguindo, infelizmente, a total degradação. Não há valores de imaginária, nem está ao culto.

A. Martins Vieira, professor e investigador do património local, in Gavião Real, Ano 2 nº2 de 20 de Junho de 1998

O tecto é em madeira pintada e tem duas pias baptismais. N a década de noventa, a paróquia procedeu novamente a pequenas obras de restauro, nomeadamente da talha dourada e da residência paroquial, e à construção da casa mortuária e do Centro Pastoral Paroquial.

Capela de S. Vicente

Originariamente, este templo foi construído em finais do século XVIII/princípios do século XIX e situava-se no lugar da Bandeirinha, na freguesia de Vila Nova de Famalicão. A Câmara de Famalicão diligenciou no sentido de desactivar a capela, o que ocorreu em 1974, e reconstruí-la no novo local. Foi inaugurada em 1977, com um programa festivo que disse bem da alegria da população em a ter tão próxima de si.
Este pequeno templo tem 57,5 m2 de área e pertence à paróquia de Gavião. Está construído em granito, possui um pequeno arco, uma sineta, uma cruz no cimo, e alpendre, à maneira das construções rurais do Minho. A sua planta é simples e, a nível interior, em termos patrimoniais, o mais valioso é uma imagem de S. Vicente do século XVIII. Na sacristia, está colocado um retábulo que pertencia à igreja paroquial de Gavião.
É um local de culto muito valorizado pelas gentes do Bairro S. Vicente que a ele se sentem espiritualmente e devotamente muito ligadas.

ambiente
cultura e Desporto
empresas
festas e Outros Eventos
gastronomia
história e Actualidade
nomes Ilustres
património Arquitectónico
álbum
mapas
endereços

Igreja Paroquial

A igreja paroquial está situada na parte mais alta da freguesia, junto da estrada Porto-Braga, no lugar da Igreja. O padroeiro da freguesia é S. Tiago Maior. No século XVIII possuía apenas uma nave com três altares (um altar-mor e dois colaterais) e doze devoções. A capela maior era dedicada ao Santíssimo Sacramento e as colaterais ao Arcanjo S. Miguel e ao Santo Crucifixo. As outras dedicações eram a S. Tiago Maior, Nª Srª da Purificação ou Nª Srª das Candeias, S. Geraldo, S. Brás, S. Bento, S. Pedro de Alcântara, S. Sebastião e Santo António. Em 1976, a igreja sofreu uma

remodelação e a sua traça original foi alterada, sendo ampliado para o lado do cemitério. Da primitiva igreja de uma nave só resta o altar-mor da capela, trabalhado na referida talha dourada.