T

TABU || TEORIA || TIPO IDEAL || TOTEM || TOTEMISMO || TRAÇOS CULTURIAIS || TRADIÇÃO || TRANSCULTURAÇÃO || TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS

TABU. Designa imposições (principalmente proibições) de mérito, apresentadas como inquestionáveis, isto é, de cuja origem e validade não é licito indagar. Encontra-se na base das religiões ágrafas, nas quais inexistem esforços de justificação racional. Por vezes, essas imposições coincidem com preconceitos, conduzindo à ordem social ou a práticas higiénicas, mas não se imagina, mesmo nesses casos, qualquer fundamento de ordem lógica.

Topo || Pesquisa

TEORIA. Consiste num sistema de proposições ou hipóteses (veja HIPÓTESES) que têm sido constatadas como válidas (ou plausíveis) e sustentáveis.

Topo || Pesquisa

TIPO IDEAL. As construções de tipo ideal fazem parte do método tipológico criado por Max Weber que, até certo ponto, se assemelha ao método comparativo. Ao comparar fenómenos sociais complexos o pesquisador cria tipos ou modelos ideais, construídos a partir de aspectos essenciais dos fenómenos. A característica principal do tipo ideal é não existir na realidade, mas servir de modelo para a análise de casos concretos, realmente existentes.

Topo || Pesquisa

TOTEM. Animal, planta ou objecto do qual deriva o nome de um grupo ou clã (veja CLÃ) e que se constitui supostamente em seu ancestral ou está relacionado de maneira sobrenatural com um antepassado. Sobre o totem recai tabu alimentício (veja TABU) e manifestam-se atitudes especiais.

Topo || Pesquisa

TOTEMISMO. Forma de organização social e prática religiosa que supõe, de modo típico, uma íntima associação entre o grupo ou clã (veja CLÃ) e o seu totem (veja TOTEM).

Topo || Pesquisa

TRAÇOS CULTURIAIS. A menor parte ou componente significativo da cultura (veja CULTURA).

Topo || Pesquisa

TRADIÇÃO. Aspectos culturais, materiais e espirituais, transmitidos oralmente de geração em geração, através de hábitos, usos e costumes (veja USOS).

Topo || Pesquisa

TRANSCULTURAÇÃO. Processo de difusão e infiltração de complexos ou traços culturais de uma para outra sociedade ou grupo cultural; troca de elementos culturais (veja TRAÇOS e COMPLEXOS CULTURAIS).

Topo || Pesquisa

TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS. Constituem etapas de mudança social (veja MUDANÇA SOCIAL). Apresentam as seguintes formas: I. Transformação definida e contínua - processo. II. Transformação definida e contínua numa direcção específica: a) determinada quantitativamente, com relação à magnitude - crescimento; b) determinada quantitativamente, em relação a uma diferenciação estrutural ou funcional - evolução; c) determinada quantitativamente de acordo com a sua concordância com um padrão de valores - progresso; d) determinada em relação a outro objecto ou sistema, segundo a sua compatibilidade no seio de um processo comum - adaptação (Maciver e Page).