Edição 5
Página

Líder de escola no Prof2000

.

Para os líderes de escola Prof2000 a participação no Projecto TRENDS/Prof2000, desde sempre, se apresentou como "uma forma de envolver os vários actores e agentes escolares num esforço de dinamização das novas tecnologias" (José Martins); afirmação tanto mais importante quanto a "geografia" de implantação da escola se pode constituir como factor influente, quando consideramos a perspectiva do desenvolvimento. 
E na emergente "civilização digital", o perigo de um certo alheamento das escolas face às novas Tecnologias de Informação e Comunicação tem de ser entendido, em última análise, como entrave à melhoria da qualidade do ensino.

Integrar o Programa Prof2000, em particular na fase em que [o projectoTrends] foi pioneiro, representou, também, um desafio, que algumas escolas - na figura do líder - não quiseram deixar de enfrentar. E era desafio porque, de início, nada se encontrava feito. Nem a ligação à internet, nem uma estrutura (mínima) de rede, ou a configuração de computadores que pudessem servir de suporte à formação à distância. Nada! E o líder fez de tudo! Sendo o seu papel nuclear no acompanhamento da formação à distância. Quer porque garantiu na escola as condições de funcionamento da rede e o acesso à plataforma de formação à distância, quer porque acompanhou localmente os colegas e os ajudou a interagir pela rede: a aceder aos conteúdos da formação, a debater com os colegas e formador os temas em análise, a trabalhar os dados, a construir e publicar online os seus trabalhos. "O líder na maioria dos casos tornou-se no dinamizador e no impulsionador da utilização das novas tecnologias na escola, ultrapassando de longe as tarefas de simples apoio à formação." (José Martins). Papel, aliás, mais em consonância com o seu desempenho actual na escola. 

O painel de opiniões de 3 líderes de escola Prof2000, que se segue, reflecte a experiência e os impactos, deixando claro que o sucesso da iniciativa se deve, em muito, à "Rede Humana confiante, solidária e inovadora de Professores que se constituem como nós da rede nas Escolas, nos Centros de Formação e no Centro de Treino" (Carlos Gouveia).
.

Grupo inicial de Líderes de escola TRENDS em Creta - 1997
.

Razões que o levaram a aceitar ser Líder de escola no programa Trends/Prof2000

José Manuel Pais Martins
O projecto tem as suas raízes em 1995 e a Escola Secundária Felismina Alcântara encarou o projecto como uma forma de envolver os vários actores e agentes escolares num esforço de dinamização das novas tecnologias. Não nos podemos esquecer que estávamos no início de toda esta revolução que progressivamente tem vindo a ser introduzida nas escolas. Sendo uma escola do interior, relativamente isolada, o projecto foi para nós uma forma de quebrar o isolamento e de proporcionar formação. Se estes eram os objectivos da escola, do ponto de vista pessoal existia fundamentalmente a curiosidade perante as potencialidades das novas tecnologias e o desejo de colocar a escola numa posição de destaque na sua utilização. 
Consciente de que as tecnologias de informação e comunicação podem facilitar a vida e aumentar a produtividade de pessoas e instituições, mas podem também ser um factor de exclusão e de isolamento, entendi que os professores não podiam ficar indiferentes ao manancial de informação e de potencialidades que lhes são trazidas pela Internet.

Fátima Regalado
Durante alguns anos estive ligada ao Projecto Minerva o que me possibilitou uma contínua formação e actualização no uso das TIC. Essa ligação permitiu-me dinamizar e apoiar diversos projectos de Escola. Com o desaparecimento do Projecto Minerva, a Escola poderia correr o risco de ficar isolada e perder a dinâmica criada no respeitante ao uso das Novas Tecnologias, pois sendo uma escola do Ensino Básico a Informática não era (nem é ainda) uma área curricular. Além disso, pessoalmente deixaria de ter facilitada a minha formação contínua numa área que tanto me motiva e que actualmente é fundamental na formação de professores.
A oportunidade de desempenhar o cargo de Líder do Projecto Trends/Prof2000 veio resolver-me este “problema”.

Fernanda Rodrigues 
Ouvi falar no Projecto Trends pela primeira vez em 1997 e, por me parecer um projecto com muito interesse, logo nessa altura contactei o Centro de Treino no sentido de saber como é que a minha escola poderia integrar o Projecto. Como se sabe, nessa altura, as escolas participantes eram todas ou quase todas pertencentes à região Centro, e não foi possível entrar.
Tive oportunidade, apesar de a minha escola ainda não pertencer à rede, de fazer como formanda algumas acções de formação a distância, o que me ajudou a conhecer melhor o Programa.
Em 2000/2001, ano em que houve um alargamento a outras zonas, a Secundária Sebastião da Gama entrou finalmente na rede. 

"O Prof 2000 apresentou desde sempre uma perspectiva que nos agradava particularmente: sendo um projecto de formação de professores à distância nas mais variadas áreas do saber, era também através da acção do líder um projecto potenciador da utilização das novas tecnologias na escola."

José Manuel Pais Martins


"Estar integrada na comunidade Trends/Prof2000 permitiu-me acompanhar de uma forma natural toda a evolução nos vários domínios em que já antes era naturalmente interessada. Consequentemente permitiu-me desempenhar tarefas diversificadas que se reflectiram de uma forma positiva na minha relação com a comunidade escolar."

Fátima Regalado

"Levar o Programa Prof2000 à minha escola foi uma maneira de continuar a fazer aquilo que já vinha fazendo com prazer na escola, primeiro no Projecto MINERVA, depois no Programa Nónio-Século XXI: a dinamização da utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação na escola."

Fernanda Rodrigues

As principais dificuldades e forma de as superar

José Manuel Pais Martins
As dificuldades encontradas foram apenas as relacionadas com o arranque do projecto numa fase em que era pioneiro. Nada se encontrava feito, não havia experiências. 
A sua superação ficou a dever-se fundamentalmente à formação e autoformação; ao apoio do Centro de Treino, do Centro de Formação e dos Órgãos de Gestão da escola.

Fátima Regalado
As principais dificuldades resultaram das exigências que desde logo se criaram e às quais de início a resposta não foi fácil por falta de equipamentos actualizados e em número suficiente. Também a necessidade de dispersar os computadores existentes por algumas salas e de os ligar em rede não foi tarefa fácil. A falta de dinheiro obrigou a que, na altura, se improvisasse uma rede feita com cabo coaxial e fichas BNC. Os cabos foram distribuídos por um funcionário da escola e as ligações feitas por mim. Isso deu-me “direito” a um alicate para poder fazer a manutenção do sistema... 
O funcionamento, na Escola, do Centro de Formação Contínua de Associação de Escolas do Conselho de Ovar durante três anos, a candidatura a vários programas e o empenhamento do Conselho Executivo contribuíram para a considerável melhoria do apetrechamento da escola, que actualmente tem um número satisfatório de computadores, todos ligados em rede feita por profissionais com tecnologia moderna e fiável.

Fernanda Rodrigues 
As maiores dificuldades sentidas em 2000/2001 prenderam-se com as ligações e os acessos. (...) O sistema [de partilha de rede, utilizando o Wingate] não era muito estável (...). E a chegada do router não veio resolver definitivamente os problemas, pois verificaram-se avarias sucessivas nos routers e respectivas fontes de alimentação. 
Uma outra dificuldade prendeu-se com o facto de, a certa altura, não ter na escola computadores suficientes para o número de formandos em formação simultaneamente.

Considerando a experiência na formação presencial: vantagens e desvantagens da formação à distância

José Manuel Pais Martins
Para além das vantagens e desvantagens normalmente referenciadas quando se discute a formação a distancia, (a questão da distância, do isolamento, da não relação professor/aluno…. ; e do lado das vantagens: o custo, a possibilidade de atingir públicos diferenciados….), neste projecto a presença dos lideres em cada escola potencializou as suas virtualidades. O líder na maioria dos casos tornou-se no dinamizador e no impulsionador da utilização das novas tecnologias na escola, ultrapassando de longe as tarefas de simples apoio à formação.

Fernanda Rodrigues
Vantagens
viabiliza acções que não seriam possíveis só com formandos da área do centro de formação, por não terem o número suficiente de inscritos;
abre aos formandos a possibilidade de escolha entre um leque muito vasto de acções de formação;
o formato de formação Prof2000, ao contrário do que acontece com alguns cursos de formação que se vêem anunciados na Internet, permite uma verdadeira interacção entre formandos e formador, através das sessões "presenciais", da sala de reuniões e do fórum;
a formação à distância Prof2000 permite ainda uma formação dupla: por um lado, a que decorre da utilização das ferramentas e do ambiente de formação, por outro, a dos conteúdos da acção propriamente dita.

Desvantagens
havendo só um formando por escola em cada acção de formação, cria-se algum isolamento, que poderá ser agravado se houver pouco à vontade com as tecnologias.
as dificuldades de acesso, as avarias pontuais e a lentidão que por vezes se verifica nos acessos são outras (senão as maiores) desvantagens deste modelo de formação.

Impactos da formação à distância na vida profissional

Fernanda Rodrigues
Profissionalmente, o Prof2000 tem-me permitido crescer muito, e tem dado sentido à expressão “formação ao longo da vida”. O apoio aos formandos coloca-me continuamente desafios a que é preciso responder; por outro lado, a manutenção da rede da escola é também geradora da necessidade de formação e actualização em domínios que não são academicamente os meus (...).

José Manuel Pais Martins
Do ponto de vista pessoal as expectativas iniciais [foram] fortemente satisfeitas e claramente ultrapassadas, fundamentalmente pela formação proporcionada, pela autoformação que me exigiu e pelo trabalho com os formandos. 

"o Prof2000 redireccionou a minha vida profissional dentro da escola, tendo-me conduzido a uma crescente especialização nas novas tecnologias e na formação." "A escola Secundária Felismina Alcântara é hoje reconhecidamente um pólo dinamizador das novas tecnologias na região, e os seus alunos e professores são utilizadores assíduos e encaram as novas tecnologias com normalidade." "Conseguimos ter (como a maioria das escolas Prof2000), uma rede bastante grande de computadores ligados à Internet (...)."

 

José Manuel Pais Martins

Relação com formandos, formadores, Centros de Formação e Centro de Treino

José Manuel Pais Martins
O PROF2000 é na minha opinião o projecto com mais sucesso na dinamização das novas tecnologias nas escolas e o seu êxito resultou fundamentalmente dos seguintes factores: do empenho da estrutura organizativa, (PTINOVAÇÃO; DREC…), da eficácia do Centro de Treino enquanto Helpdesk, do apoio dos órgãos de gestão da escola e da existência da figura do líder de escola - facilitador, dinamizador das novas tecnologias e o colega que possibilitava a divulgação e fornecia os conhecimentos necessários ao processo de formação.

Fernanda Rodrigues
Tem sido muito gratificante trabalhar com todos os intervenientes. Do feedback recebido dos formandos da escola, concluo que a grande maioria teve uma experiência positiva com as acções que frequentou, e prova disso é que muitos se voltaram a inscrever este ano.

Adequação dos materiais e metodologias na formação à distância

José Manuel Pais Martins
Evidentemente que foi necessária muita coragem aos primeiros formadores que, no fundo, transformaram acções presenciais em acções on-line, sem qualquer experiência deste tipo de formação. O projecto foi inovador, quer em Portugal, quer mesmo a nível internacional. Nada estava feito. Tudo se estava a criar no momento. Mas desde o início houve uma regra fundamental: os materiais dos formadores e os trabalhos dos formandos estavam sempre disponíveis on-line para serem vistos e avaliados publicamente. Assim, não é de admirar que as técnicas utilizadas fossem progressivamente mais adequadas ao meio de funcionamento do ensino a distância. 
Hoje em dia o material Prof2000 constitui, estou certo, o maior acervo de informação on-line de conteúdos pedagógicos existentes em Portugal.
Perante esta realidade o criador de conteúdos tem de os preparar de forma a que se adaptem à formação não presencial. A programação das actividades obedece a um profundo rigor, os conteúdos terão de ser disponibilizados em formatos multimédia e divulgados no site da formação, os exercícios têm de ser adaptados às tarefas específicas do formando. [O que] lança novos desafios e obriga o formador a empreender esforços de auto-formação e aperfeiçoamento.

Repetir e recomendar este tipo de formação

José Manuel Pais Martins e Fátima Regalado
Sem dúvida!

Fernanda Rodrigues
Sem dúvida (...): pela rede humana, pelo trabalho colaborativo, pelas formas de comunicação encontradas que aproximam actores fisicamente tão distantes uns dos outros, pelo apoio e pela entreajuda, o PROF2000 é um programa ao qual me orgulho de pertencer.